A nudez do Paraíso e a moral da hipocrisia

.

Siro Darlan, desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e membro da Associação Juízes para a democracia.

 

A Bíblia conta que no Paraíso o homem e a mulher estavam nus. Quando chegaram os colonizadores os silvícolas estavam nus. A arte tem retratado o nu ao longo dos séculos e a arte é sempre a forma mais verdadeira de olhar para a humanidade. A arte está na política, na religião, nos livros e em toda forma de expressão do homem. Já nos tempos mais remotos o homem retratava o nu através de sua arte nas cavernas e isso sempre foi sinônimo de cultura e conhecimento.

Uma vez palestrava em Portugal, quando uma pergunta me surpreendeu. Porque as mulheres brasileiras se desnudam tanto? Respondi que inicialmente quando aqui chegaram os colonizadores já nos encontraram sem roupas e nos cobriram com sua falsa vergonha. Além do mais vivemos num país tropical, onde o sol e o tempo quente nos obrigam a usar pouca roupa. Apesar de todo esse falso cuidado, as crianças tem sido as maiores vítimas de abusos sexuais e violências de todas as modalidades, sobretudo no próprio lar. Qual a razão dessa falsa moralidade senão a ignorância sobre a sua própria sexualidade.

Na Dinamarca, o país tido como o mais feliz do mundo, a educação sexual de uma criança é obrigatória nas escolas a partir dos seis anos, quando aprendem como são feitos os bebês durante um evento curricular chamado “Semana do Sexo”. Aos dez anos aprendem sobre limites e como ser precavido na internet e tomam vacina contra o vírus HPV. Os pré-adolescentes aprendem a respeitar as diferenças e sobre homossexualidade, bissexualidade e heterossexualidade. Aos 13 anos, já sabem muito sobre masturbação, controle da natalidade, doenças sexualmente transmissíveis, aborto e abuso sexual.

Com essas informações as crianças ficam aptas para se defender de abusos e detêm o conhecimento sobre tema tão importante para conviver em sociedade e o conhecimento é sempre o melhor caminho para combater todas as formas de violências e se precaver contra a gravidez precoce e as doenças sexualmente transmissíveis. Por outro lado a ignorância deixa as crianças à mercê desses males em troca de uma hipocrisia que cerca o debate e o conhecimento sobre a sexualidade inerente a todo ser. Certamente que a expulsão do paraíso foi causada muito mais pela ignorância que levou ao pecado do que pela maçã que todos tanto gostamos de comer e saborear.

 

 

Esta entrada foi publicada em Opinião. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a A nudez do Paraíso e a moral da hipocrisia

  1. Renato Corrêa disse:

    V. Excia., convenientemente, fala de jornalistas que foram reprimidos pelo que o senhor chama de “Ditadura” Militar (eu prefiro chamar de regime militar, no qual havia ordem, progresso e quem trabalhava, produzia e estudava era respeitado como eu, meus irmãos e meus pais); no entanto, não fala da violenta repressão sofrida por quem pensa diferente, no totalitarismo de esquerda de Nicolás Maduro, na sua querida Venezuela socialista. Curioso, não?

  2. Siro Darlan disse:

    Caro leitor Renato Corrêa. Obrigado por sua leitura fiel e sempre atenta. Cada tema merece seu comentário oportuno. Toda forma de cerceamento à liberdade de expressão merece meu repúdio, seja de direita ou de esquerda, não se pode tolerar. A liberdade é um bem muito caro e a civilização custou muito a conquistar esse direito, do qual não se pode abrir mão nunca. celebremos a liberdade enquanto temos. Obrigado por sua colaboração nessa reflexão.

  3. M disse:

    É ridículo quando defensor da Ditadura (sim, ditadura, seu analfabeto político) Militar vem dizer que a Venezuela é uma ditadura. O Brasil está cheio de burrice e hipocrisia e Renato é mais um de muitos exemplos disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *