A DÍVIDA DO FLAMENGO É COSA NOSTRA

A dívida do Flamengo é “cosa nostra”.

Siro Darlan, desembargador do Tribunal de Justiça e Conselheiro do Flamengo.

 

A divulgação pela atual administração do Flamengo de sua dívida após a realização de uma auditoria independente demonstra a seriedade do Presidente Eduardo Bandeira de Mello na condução do Mais Querido do Brasil. O ilustre Presidente assume como sendo de sua base de apoio a responsabilidade por mais de 92% da dívida ao divulgar que os responsáveis por esse valor quase impagável de R$750 milhões é daqueles que conduziram sua candidatura à vitória, nessa ordem de grandeza: R$ 284 milhões (1999 a 2002) Edmundo Santos Silva e Gilberto Cardoso Filho; R$ 250 milhões Marcio Braga e Delair Dumbrosk (1991/92 e 2004/2009); R$116 milhões Kleber Leite (1995/1998), todos, exceto Edmundo Santos Silva da base de apoio da chapa azul.

Enquanto que à administração Patrícia Amorim (2010/2011) coube uma dívida estimada em R$41 milhões. Portanto ao fazer essa mea culpa, demonstra o Presidente que o Flamengo precisa de união de suas correntes políticas, não apenas para enfrentar e liquidar essa dívida, como para buscar alternativas junto ao poder público para enxuga-la. Afinal, como o mais popular clube do Brasil, o Flamengo, com seus atletas e suas conquistas tem prestado excepcionais serviços ao povo e á Nação.

Esses serviços prestados, e aqui cabe destacar, não apenas o Flamengo, mas todos os demais clubes esportivos merecem uma contrapartida que pode ser uma reformulação das obrigações tributárias como recompensa desses inúmeros serviços prestados à juventude e á educação esportiva de grande destaque para o país que vai sediar os dois maiores eventos esportivos do Planeta. Os gregos já valorizavam essa atividade como fundamental na saúde física e mental para seus cidadãos.

Atendendo pois ao apelo e o exemplo de nosso equilibradíssimo presidente Eduardo Bandeira de Mello, rumo à união para fazer brilhar novamente o pavilhão rubro negro.

Esta entrada foi publicada em Opinião. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a A DÍVIDA DO FLAMENGO É COSA NOSTRA

  1. Carlos Roberto da Silva Oliveira disse:

    Prezado Desembargador Ciro Darlan
    Saudações,

    Parabenizo-o pelo conteúdo do seu blog. Estimulante e corajoso. Sou seu leitor assíduo.

    Quanto as dívidas do Flamengo e demais clubes de futebol, com todo respeito discordo integralmente. A renúncia fiscal é uma cultura politizada sem aplicabilidade lógica! É utilizada de todas as formas para beneficiar alguns em detrimento de toda a sociedade.
    Pergunto quais países do 1º mundo adotam esta postura fiscal para com clubes de futebol?

    Indo para a previdência social… a renúncia é um dos gargalos do sistema.
    Precedentes (sss) aqui acolá acabam por perpetuar a má gestão, estimulando outros na certeza que jamais serão ajuizados pelo não pagamento de obrigações sociais.
    Reiterando minha admiração,

    Cordialmente.
    Carlos Roberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.