O Juiz e o fariseu

O juiz e o fariseu.

Siro Darlan – Membro da Associação Juízes para a Democracia e do Instituto dos Advogados do Brasil

Semana passada recebi uma mensagem de um magistrado pouco habituado às práticas democráticas, que muito distante em seu permanente sabático retiro, criticava a forma democrática como se desenvolve a campanha eleitoral para a presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros.

A mensagem cheia de empáfia e autoritarismo vinha de quem se autodenominava Mestre em ciências jurídico políticas e me deixou muito desconfortável primeiro porque a ausência permanente do referido magistrado das lides associativas impede que com ele se trave um debate de idéias sobre o tema e depois porque ao mostrar-se tão auto-suficiente qualquer tentativa de diálogo parecia ser em vão.

Mas na missa desse domingo encontrei algumas respostas que aplacaram meu coração. O verdadeiro Mestre não é arrogante, mas humilde, não se ufana, não se ensoberbece, não procura os seus interesses, não se exaspera. E ainda que tenha o conhecimento de todos os mistérios e toda a ciência, é paciente, é benigno, não arde de ciúmes, mas regozija-se com a verdade.

Então me foi recordado que um juiz não faz discriminação de pessoas, não é parcial em prejuízo do pobre, mas escuta as súplicas dos oprimidos. A prece do humilde atravessa as nuvens; enquanto não chegar ao seu destino não terá repouso, nem mesmo os sabáticos, até fazer justiça aos justos.

E, culminando seus sábios ensinamentos ouvi aquela parábola que contava que: “Dois homens subiram ao Templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos. O fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. Eu jejuo duas vezes por semana, e dou o dízimo de toda a minha renda. O cobrador de impostos, porém, ficou à distância, e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: “Meu Deus, tem piedade de mim que sou pecador!” O verdadeiro Mestre então disse: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado, e quem se humilha será elevado.

Que alívio! Graças a Deus fiquei mais calmo e esperançoso. Porque o colega quando voltar de seu descanso sabático, se é que algum dia ele irá aparecer para trabalhar, não terá muito o que fazer com o seu título de mestre e terá que aprender a lição dos humildes como ensina o Verdadeiro Mestre.
Quem sabe se com um pouco de paciência e humildade poderá se habilitar a participar do saudável debate associativo que tanto tem contribuído com o respeito às nossas diferenças para o crescimento da magistratura a serviço do povo.

Esta entrada foi publicada em Opinião. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a O Juiz e o fariseu

  1. Monique Madureira Vaverde disse:

    Muito bem colocadas as suas objeções.
    Muitas vezes precisamos apenas de algumas palavras para refletir sobre situações que até então eram impensáveis.
    Realmente, o ser humano precisa sempre estar disposto a crescer interiormente, a buscar sempre o seu melhor, o justo.
    E é com a auto crítica e com a reflexão que chegamos cada vez mais ao nosso “melhor“.
    Sem dúvidas esta reflexão que acabei de ler me fez muito bem.

  2. ANGELA DE LACERDA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA disse:

    ESTOU DESESPERADA COMO MÃE, NÃO SEI MAIS A QUEM RECORRER MEU FILHO FOI LEVADO DE MIM PARA FAMÍLIA ACOLHEDORA E FUGIU DE LÁ POR MAUS TRATOS DESTA FAMÍLIA E VEIO JUNTO DE UM COLEGA PARA MINHA CASA. ACREDITEI NO DELEGADO TITULAR E DE SEU AGENTE WILLIAMS DA 37ª DP AQUI NA ILHA E FUI ENGANADA TUDO POR CAUSA DE DENUNCIAS MENTIROSAS DE VIZINHOS, QUE NÃO FORAM INVESTIGADAS O QUE VIRAM FOI EU E MEU FILHO PRECISANDO DE AJUDA POIS SOU DEFICIENTE FÍSICA E NUNCA PODE ARRUMAR EMPREGO, SOU TÉCNICA EM CONTABILIDADE . NÃO CONSEGUI ESTÁGIO NA ÉPOCA, AGORA O MEU CASO PIOROU NEM A DEFENSORIA PÚBLICA E NEM AS ASSISTENTES
    SOCIAIS DO CRAS ME AJUDARAM A ME APOSENTAR , MAIS DESDE DO PRINCIPIO QUERIAM LEVAR O MEU FILHOM MEI FILHO FOI VÍTIMA DE BULLY NA ESCOLA DESDE DE 2006 ESTÁ AMEAÇADO DE MORTE PELOS VIZINHOS E OSMESMOS MANDARAM PERSEGUIR MEU FILHO NO COLEGIO. QUANDO LEVEI MEU FILHO NO DELEGACIA ELE DEPÕS E ASSINAMOS E NÃO NOS DERAM OUTRA VIA E FALARAM DEPOIS DE TUDO QUE IRIAM FAZER CORPO DE DELITO E IRIAM LEVAR OMEU FILHO PARA A 1ª VARA DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA E DO IDOSO DO RIO DE JANEIRO, EU FIQUEI DESESPERADA

  3. ANGELA DE LACERDA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA disse:

    QUANDO O INSPETOR WILLIAMS FALOU QUE IRIA LEVAR O MENINO A JUIZA E ELA IRIA DECIDIR O QUE FAZER COM ELE
    O MENINO SAIU DA DA DELEGACIA COM O INSPETOR WILLIAMS PARA FAZER O CORPO DELITO E LEVOU ELE PARA JUIZA E NÃO VOLTOU MAIS ATÉ HOJE NÃO SABEMOS AONDE ELE ESTÁ E NÃO NOS DÃO SATISFAÇÃO ALGUMA DO PARADEIRO DELE , NO MEU PONTO DE VISTA ISSO E UMA LEI ANTI-DEMOCRÁTICA E ANT-MATERNIDADE INCONSTITUCIONAL, ESTEVE LENDO A DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E ADOLESCENTE E LÁ FALA QUA EM HIPÓTESE NENHUMA A CRIANÇA DEVE SER RETIRADA DA MÃE, SÓ NOS CASOS DE MORTE E ANANDONO E ESCRAVIDÃO INFANTIL , SE O SENHOR SE INTERESSAR PELO CASO MANDE UM E-MAIL PARA MIM QUE TE FORNECEREI TUDO, POIS ESTÁ LEI TÊM QUE ACABAR, MUITAS MÃES ESTÃO SOFRENDO E SE ACONTECER ALGUMA COISA COM O JURANDI ALEXANDRE DA SILVA FILHO DE 12 ANOS EU VOU COLOCAR A BOCA NO MUNDO E VOU PREJUDICAR A NAÇÃO BRASILEIRA POR TERRORISMO CONTRA MENOR EXIGINDO PTOVIDÊNCIAS INTERNACIONAIS AO ASSUNTO POIS MEU ESPOSO TEM A DUPLA NACIONALIDADE, UMA FAMÍLIA ACOLHEDORA QUE DÁ PAPA DE COMIDA PARA CRIANÇAS E ÁGUA DA TORNEIRA E OS FILHOS DA MULHER AGREDEM CRIANÇAS E ELA FICA A FAVOR DOS FILHOS E CONTRA A CRIANÇA USANDO O DINHEIRO QUE RECEBE PARA COMPRAR VIOLÃO CARÍSSIMOS PARA OS FILHOS DELA E NADA PARA AS CRIANÇAS E ESTA MULHER E EVANGÉLICA, PESSO PROVIDENCIAS URGENTE ANTES QUE MATEM O MEU FILHO

  4. ANGELA DE LACERDA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA disse:

    O PAI DELE QUE NÃO DÁ PENSÃO A 12 ANOS ESTEVE AQUI QUERENDO ME AMEAÇAR E DISSE QUE IRIA FICAR COM A GUARDA DO MEU FILHO, A JUSTIÇA ESTÁ A FAVOR DELE E CONTRA MIM, QUERO QUE SOLTE O MEU FILHO DESTAS ABUTRES SEM CORAÇÃO. AGUARDO SUA RESPOSTA URGENTE .

    ATENCIOSAMENTE

    ANGELA DE LACERDA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA
    EDUARDO MARQUES DE ALMEIDA

  5. ANGELA DE LACERDA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA disse:

    NUNCA MAIS VOU ESQUECER O QUE MEU FILHO ME FALOU NA DELEGACIA:
    MAMÃE NÃO QUERO IR PARA FAMÍLIA ACOLHEDORA NENHUMA E SÓ QUERO FICAR AO SEU LADO MÃE!!!!!
    E NO INSTANTE QUE ELE ESTAVA SAINDO MUITO COM MEDO DA DELEGACIA,ELE ME FALOU> MÃE TE AMO COMO ELE SABIA QUE IAM SUMIR COM ELE E NUNCA MAIS EU E ELE NOS VERIA!!!!!!!
    QUERO PROVIDÊNCIAS, POIS MEU FILHO ESTÁ EM PERIGO E QUEREM MATA-LO E VOU FAZER TUDO, MAS TUDO MESMO PARA QUE CHEGUE ISSO A ONU E ISSO NÃO VAI FICAR ASSIM, PELO MEU FILHO QUERIDO E AMADO, QUE FOI AMEAÇADO DE MORTE, PASSOU MOMENTOS DE BULY E MAUS TRATOS POR ESSA FAMÍLIA ACOLHEDORA QUE A JUÍZA QUE ME FALOU QUE É DE MUITA CONFIANÇA DELA, SOU CAPAZ DE COLOCAR A CABEÇA DO BRASIL A PRÊMIO NA ONU!!!!!
    ESPERO PROVIDÊNCIAS NESTA SEGUNDA -FEIRA DIA 9/04/2012!!!!!!
    AGRADEÇO DESDE JA
    ANGELA DE LACERA MARCELINO DA SILVA DE ALMEIDA
    EDUARDO MARQUES DE ALMEIDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.